RESENHA: A Rainha Vermelha de Victoria Aveyard

sexta-feira, 27 de maio de 2016


Prontos para ler a resenha da distopia mais maravilhosa do ano? Rainha Vermelha já vinha me cativado durante meses, e depois de ver várias críticas positivas do livro resolvi apostar na leitura! Então vem conhecer mais desse livro e descobrir o que achei dele <3





 Título: A Rainha Vermelha
 Autor(a): Victoria Aveyard
 Gênero(s): Distopia
 Editora: Seguinte
 Lançamento: 2016
 Páginas: 422 páginas
 Nota:      
O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?



TAGS LITERÁRIAS: 
 

Em A Rainha vermelha conhecemos Mare Barrow - Uma garota sangue vermelho, que rouba para sobreviver e dar algo melhor para sua família. Mare vive em um mundo pós-apocaliptíco onde as pessoas são dívidas pela cor de seu sangue: Sangue vermelho são as pessoas comuns, os pebleus e empregados, enquanto os Sangue Prateados são quase deuses, com sua força infinita e super poderes. Todo o destino da garota muda quando ela, sem imaginar, consegue um emprego no castelo e durante um evento, acaba caindo em um campo elétrico, descobrindo que apesar de ter o sangue vermelho, ela tem um super poder como os prateados.

Revoltados, a família real prateada tenta encobrir isso, fazendo com que Mare finja que é uma prateada de uma família perdida e que foi criada por sangues vermelhos - o que deixa a garota indignada; E o pior de tudo: Para manter essa farça, ela deve casar com um dos príncipes. Com agora Mare fazendo parte da realeza, ela tenta de todas as formas se unir aos rebeldes, para acabar com aquele sistema de opressão contra seu povo vermelho. 


A Rainha Vermelha valeu 100% a leitura! Quando eu lia as resenhas de outros blogs, ou via algum booktuber falando sobre esse livro, eu não esperava tanta coisa dele, mas quando eu comecei a ler, logo nas primeiras páginas eu já me senti completamente envolvida e com uma afeição enorme pela Mare. Mare é aquele tipo de personagem durona, que te faz sempre torcer por ela e ficar ansiosa por suas ações; No livro também conhecemos os príncipes Maven e Cal, que faz com que a gente fique apaixonada por eles. Eles são uma mistura de Peeta com Maxon, e é impossível não gostar desses dois (mas, segredo: Não se apegue muito a eles não!)

A Escrita do livro é maravilhosa e bem fluída, o que faz você ler sem querer parar! O livro é cheio de ação no início ao fim e sem enrolações. Mare vai direto ao ponto em sua narração em primeira pessoa, e ela mostra a cada página uma personalidade forte e decidida ♥ Um amor de personagem.

O design interno do livro é bem lindinho e organizado, e o design da capa é de tirar o fôlego, não é mesmo?! A capa tem um efeito prateado como se fosse o sangue dos prateados, em contraste com o sangue vermelho na coroa ♥ Eu achei perfeito os significados que a capa contêm, o que me deixou ainda mais apaixonada pela obra.

No geral, essa é uma distopia que qualquer fã de distópicos deve ler, sendo uma mistura perfeita de Estilhaça-me, A Seleção e X-men ♥ É impossível não amar a leitura ou os personagens.

Então é isso pessoal,
espero que tenham gostado da resenha!
Beijos e até mais!




Maidy Lacerda
Pode me chamar de Mai ♥ Nasci em Minas Gerais, no dia 29 de abril. Sou apaixonada por flores, unicórnios, sereias, games e Lana del Rey. Estudante de cinema e audiovisual, e web designer freelancer ♥





RESENHA: Dama da Meia-noite de Cassandra Clare

segunda-feira, 23 de maio de 2016


Oi pessoas e Shadowhunters ♥ Tudo bem com vocês? Hoje tem uma resenha especial para os fãs de fantasia e principalmente: Fãs de Instrumentos mortais e da diva Cassandra Clare! Já preparou seu coração? Então vem!




 Título: Dama da Meia Noite
 Autor(a): Cassandra Clare
 Gênero(s): Fantasia
 Editora: Galera Record
 Lançamento: 2016
 Páginas: 560 páginas
 Nota:     
Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança – e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas … antes que o assassino coloque eles na mira.


TAGS LITERÁRIAS: 

Antes de começar nossa resenha, vamos começar logo pela maior dúvida de vocês em relação a esse livro: "É preciso ler Instrumentos Mortais para entender esse livro? E, ele é uma continuação da saga anterior?" A resposta é mais ou menos. Bom, o livro não é uma continuação de Instrumentos Mortais, mas se passa no mesmo mundo, um tempo depois do último livro Cidade do Fogo Celestial, e os protagonistas da série anterior são vistos como heróis nesse novo livro. Mas se você não leu Instrumentos Mortais, dá para ler esse novo livro tranquilo (Eu nunca li Instrumentos Mortais e entendi perfeitamente a história ♥)

Em Dama da Meia Noite, conhecemos Emma e seu parabatai Julian, que são, notoriamente apaixonados um pelo outro, porém a lei dos prabatais é bem rígida e cruel. Eles são eternamente ligados um no outro, porém não podem se casar, terem filhos, e não deve, NUNCA, se apaixonar - Com punição de separação dos dois, exílio da família e expulsos da sociedade. 

Então o livro gira em torno de Emma e Julian tentando burlar, por debaixo dos panos essa lei, e mostrando que estão dispostos a tudo para ficarem juntos ♥ Cassandra Clare narra cenas muito lindas entre os dois que é de deixar qualquer um apaixonado! Julian e Emma são opostos complementarem, o que faz com que eles sejam uma perfeita dupla de guerreiros. 

Além de mesclar essa questão do romance dos dois, o livro gira em torno da vingança que Emma deseja em relação a quem matou seus pais e a esperança de Julian de reunir os seus irmãos. O destino deles muda quando eles descobrem um assassinato nos mesmos moldes dos pais de Emma, e a dupla parte em busca de pistas para pegar esse assassino (que tem tudo para ser o assassino da familia da Parabatai.)

E para os já fãs de Instrumentos Mortais, tenho uma ótima notícia para vocês! Tessa, Clary, Jace, Magnus e mais novos membros da família aparecem nesse livro! Sim! ♥ Então se você já ama essa saga e acompanha desde o começo, esse livro trás a paticipação dos já amados personagens anteriores e cenas de apertar o coração de alegria.

ONDE ENCONTRAR:

Então, se você curte fantasia esse é um livro perfeito, e se você já ama Instrumentos Mortais, nem preciso falar que você TEM que ter esse livro né? hahaha 









Maidy Lacerda
Pode me chamar de Mai ♥ Nasci em Minas Gerais, no dia 29 de abril. Sou apaixonada por flores, unicórnios, sereias, games e Lana del Rey. Estudante de cinema e audiovisual, e web designer freelancer ♥





RESENHA: Tudo e todas as coisas de Nicola Yoon

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Versão americana do livro






 Título: Tudo e Todas as coisas
 Autor(a): Nicola Yoon
 Gênero(s): Drama, Romance
 Editora: Novo Conceito
 Lançamento: 2016
 Páginas: 192 páginas
 Nota:       
Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.



TAGS LITERÁRIAS: 
 

Tudo e todas as coisas é um livro norte-americano escrito por Nicola Yoon, e no Brasil, publicado pela editora Novo Conceito. No livro, conhecemos Madeline, que vive presa dentro de casa desde quando nasceu, devido uma doença que a faz ter alergia de TUDO. Madeline, então, não pode comer alimentos normais, muito menos respirar o ar do lado de fora ou ter contato de pele com outros humanos. Desse modo, as únicas pessoas que Madeline conhece e que vive com ela em sua casa super protegida é sua mãe - que é uma médica e cuida de Maddy, e Carla - a enfermeira que ajuda sua mãe. 

Tudo muda na vida da garota, quando uma nova família se muda para a casa da frente e pela janela de seu quarto, Madeline percebe a presença de um garoto mal-humorado com a vida e com habilidades surpreendentes de escalar muros. A liberdade e rebeldia do garoto, Olly, encanta Madeline e faz com que todo dia ela vá para a janela observar o garoto. O garoto começa a retribuir as olhadas e eles acabam trocando e-mail, começando assim uma grande amizade e um possível amor. 

É um livro interessante que fala sobre proteção, limitações e como o amor por algo - a liberdade que Maddy tanto desejava - e por alguém - Olly - podem simplesmente fazer você jogar tudo para o alto e partir para uma aventura mesmo que seja sem volta. Vemos a evolução de Madeline e vamos aos poucos conhecendo mais de sua doença e de como ela foi criada pela mãe.

Sem contar que o livro é MUITO engraçado! Várias partes viram uma espécie de "diário" da Maddy, com ilustrações e dicas da personagem para determinado assunto; Eu ri muito com as explicações dela e com o diário dela, sério! Você sem dúvida vai se apaixonar com todas as forças por essa personagem forte e tão ela mesma, e vai torcer como nunca para que aja um final feliz para a história. 

Então, se você está procurando um livro que mescla comédia, com romance e drama, e um pouco de "tapa na cara", esse livro é o perfeito para você. Te prometo muitas risadas, choros e muita aflição hahaha ♥ Começa logo essa leitura e não perde tempo, vai!

Então é isso, galera!
Espero que tenham gostado da resenha
Beijos e até mais []







Maidy Lacerda
Pode me chamar de Mai ♥ Nasci em Minas Gerais, no dia 29 de abril. Sou apaixonada por flores, unicórnios, sereias, games e Lana del Rey. Estudante de cinema e audiovisual, e web designer freelancer ♥
 
© Dear Maidy, VERSION: 02 - BLUE FLOREST - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda, ilustrado por Juliana Rabelo e Thaty.Widget inspirado/base do menu por MadlyLuv
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo