Resenha de A elite de Kiera Cass

domingo, maio 19, 2013




        A elite é o segundo livro da trilogia A seleção, escrito pela autora norte-americana Kiera Cass. Após os acontecimentos narrados no primeiro livro, seis garotas foram escolhidas para continuarem na disputa pelo amor do príncipe Maxon, - e pela coroa -, e assim, elas formam a Elite - eis o motivo do título. As garotas da Elite recebem um treinamento mais apurado e requintado para serem princesas e governar Illéa junto com o príncipe Maxon. America Singer, a protagonista, faz parte da Elite, embora ela não consiga se adaptar nessa nova vida no castelo, por causa de suas origens oriundas da Casta cinco. America conquistou o príncipe de todas as formas possíveis, que está disposto á escolher a garota para ser sua esposa, porém America está divida entre Maxon - o príncipe - e seu antigo amor da Casta cinco, Aspen. 
      Certamente, Maxon está apaixonado por America, e ninguém possui dúvidas disso, mas existem outras garotas, e quando America começa a se preocupar com elas, ela percebe que realmente gosta do príncipe de uma maneira diferente. Nesse segundo livro da trilogia possui inúmeras revelações sobre Illéa, seu criador, os motivos de existirem castas, e a verdade que envolve o rei e seu filho; America comete alguns deslizes nesse livro, tanto como uma "futura" princesa, quanto com Aspen e Maxon. Ás vezes eu senti raiva da protagonista com certas atitudes, e outrora, ela me encantava com algumas ações. Ao decorrer do livro, aparece inúmeros ataques rebeldes, e America parece entender os motivos desses ataques e ela compreende perfeitamente o povo. 
     O livro é muito bem escrito, com cenas bem detalhadas e personagens bastante caracterizados e marcantes; É um livro completamente encantador e envolvente. Porém, eu não gostei da America ter ficado com Aspen e Maxon ao mesmo tempo; Ela enganava os dois, ora dizendo para Maxon que havia esquecido sem antigo amor, e ora dizendo para Aspen que não sentia nada pelo príncipe. E, bom, isso não me agradou. Eu perdi o respeito que eu tinha em relação á Maxon em uma certa parte do livro, mas quando eu pensei que seria fácil escolher Aspen, Maxon reconquistou o meu respeito em um piscar de olhos.  Eu indico o livro se você gostar de romances e livros distópicos. Embora no primeiro livro não tenha aparecido muito as características distópicas, em A elite ele começa a se desenvolver, e eu espero ansiosamente de que no terceiro e último livro as cenas distópicas realmente nasçam por completo. 

Embora o livro tenha me feito raiva o tempo todo, e as atitudes de America em relação aos meninos não tenham me agradado muito, o livro vai receber 5/5 cupcakes. Parabéns, Kiera Cass o/






Você também vai amar:

0 comentários

Subscribe