Reações ao ler A culpa é das estrelas

segunda-feira, agosto 19, 2013


Não é segredo que esse livro vem sendo o preferido de muitos blogueiros e leitores ávidos, e grande acumulador de críticas positivas, além de ser ganhado cinco estrelinhas no meu conceito de livro. Pensando nisso tudo,juntei um grupinho de pessoas que já leram o livro e resolvi fazer uma matéria especial para vocês fãs ou futuros fãs de John Green.


           Eu escrevi recentemente uma resenha sobre o livro - clique aqui para ler. Então, eu vou polpar vocês de resumos, críticas e etcs, okay? Okay. O livro não me desapontou, e muito menos os milhares de fãs que John Green possui pelo mundo. Sem dúvida, A culpa é das estrelas foi o livro que abriu a fama de John Green para seus romances, e admito que vou ler todos os livros dele agora. (Já estou lendo O teorema Katherine, e em breve resenha hihi)

             O intuito dessa postagem é mostrar as reações dos leitores quando leram esse livro, e mostrar para você que ainda não leu, os possíveis sentimentos que você irá sentir. Então, vamos para o principal.

         Hazel Grace é a narradora do livro A culpa é das estrelas, e logo a personagem mais importante de todo o livro. Ela tem cabelos curtos estilo príncipe valente como ela mesmo diz, e usa sempre um aparelho ligado á seu nariz que a ajuda a respirar. Hazel sem dúvida é a personagem mais forte que eu já vi. Ela faz de tudo para superar suas dificuldades com felicidade, e abusa das ironias e sarcasmos, o que fez com que eu - e todos os leitores - se apaixonassem por ela. 


            Eu perguntei para os fãs de A culpa é das estrelas a respeito da Hazel, e a melhor resposta foi da Juliana, que disse: "A Hazel pra mim é uma garota muito diferente das de hoje em dia, ela não se importa com a opinião dos outros, uma garota pura e muito madura pra idade dela mas com aquele toque adolescente, sensível e inteligente."

Augustus Waters é o segundo personagem mas importante do livro, que é o grande amor da protagonista Hazel. Ele não possui uma das pernas, após a doença ter feito com que ele amputasse o membro, e no lugar ele usa uma perna de metal, que atrapalha muito seus movimentos. Ele era um jogador de basquete antes de descobrir que estava doente, porém essa era a vontade do pai, e não dele. Augustus é igualmente forte, como Hazel, e possui uma inteligência admirável. Ele tem olhos azuis, que conseguiram hipnotizar Hazel, e todas as leitoras. Outra coisa que me fez apaixonar por ele, foi suas metáforas, e principalmente a do cigarro.


              "O Augustus, no começo achei que ele fosse aqueles meninos que só querem aproveitar a vida, nada de compromissos ou algo sério mas a partir da hora em que ele faz aquela paradinha com o cigarro (que eu me apaixonei) eu vi que ele era diferente, e mudou a minha opinião ainda mais quando ele faz todas aquelas coisas pra Hazel e também pelo seu vocabulário, pelas coisas que ele diz." Foi o que disse a Juliana, que votou no lado Sexy do Gus. 

          Já a Victória, disse que o Gus é fofo e sexy na mesma intensidade - e foi o que as votações nos mostraram. A Victória disse: "Fala serio ele é uma figura ne? Eu adoro o jeito como ele sempre tem uma resposta na ponta da língua pra tudo, e convenhamos um tanto quanto romântico."

A Bia, que votou no lado fofo do Gus, disse: "O Augustus é o tipo de menino de “sonho” fofo, sexy, carismático, engraçado e carinhoso, vejo nele o complemento de Hazel os dois foram feitos um para o outro, os dois tem muito em comum, a vontade de viver, a simplicidade e a maneira engraçada com que tratam de uma doença tão séria, acho Augustus um “personagem exemplo”."

O livro prometeu muitas emoções e reações em seus leitores, e John Green soube muito bem como mexer lá dentro do nosso coração e da nossa mente. Não só de leitores comuns como nós, mas também de renomados críticos e famosos escritores internacionais. John Green não era muito famoso quando A culpa é das estrelas foi publicado, e agora vemos o quão longe ele foi apenas com suas palavras.


Eu admito que eu também chorei no final do livro. Eu cheguei a imaginar que o livro terminaria assim, mas eu não queria aceitar isso, então quando eu cheguei na parte esperada, eu levei um choque. 


O livro Uma aflição imperial é uma peça chave na história de Hazel, Augustus e de A culpa é das estrelas; A procura de respostar para esse livro, quase anda junto com a procura de resposta para si mesmo. Eu morri de vontade de ver respondidas as perguntas de Hazel, porque eu também me vi curiosa em relação á esse livro. Uma aflição imperial na verdade não existe. Foi criado apenas da imaginação de John Green, embora a citação do começo do livro, seja desse livro - o que eu achei super interessante.

   A Martha que votou no "Sim, eu fiquei com vontade de ler UAI", disse: "Sim , mas é como o John Green disse “Escrever Uma aflição imperial só iria estragá-lo, meio que por definição.”  " 

   Entretanto, A Laura que votou que não teve vontade de ler o livro disse: "Eu acho que a história que a Hazel descreve não combinaria com o meu tipo de livro, eu acho que ficaria frustada tanto quanto ela própria."


A Vic disse sobre sua parte preferida: "Na minha opinião a melhor cena do livro é logo no começo quando ele fala que quer vê-la de novo e ela pede ele para ter calma ; Tem coisa mais fofa? ". 

Já a Carine foi mais longe, e acertou em cheio, as minhas partes preferidas também: "Pra mim tem duas, a primeira foi dentro do avião quando eles estavam indo para Amsterdam quando o Gus se declarou para a Hazel. E a segunda foi quando eles se beijaram pela primeira vez quando estavam visitando a casa em que a Anne Frank morou."


Bom, leitores, ficou muito grande a postagem, mas espero que vocês tenham gostado [ ] boa noite para vocês ♥ 






Você também vai amar:

0 comentários

Subscribe