#14 Entre verbos - Apostas, gestos e nós

sexta-feira, outubro 11, 2013

(12) Tumblr

Eu te disse, eu falei que tinha um "B". Não um E, ou I, ou Y, apenas um B. E você sabe, sabe que aquilo não importava, não mesmo, eu só queria ouvir sua voz discordando de mim, e rindo. Cara, eu vou repetir: E rindo. Aquele riso ecoando pelo galpão e fazendo a chuva lá fora parecer completamente irrelevante. Aquele riso que me faz cócegas e rir puramente.

E você me mostrou seus olhos, ao som daquela música - com B - que não parava de ecoar em mim. Os mostrou mesmo, com todo o brilho e cor verde que eles possuem; Eu quis segurar suas mãos, colocar aqueles fones em nossos ouvidos e colocar para tocar a nossa música. Eu quis só olhar os seus olhos, e senti-los em mim.

Porque você fez aquele gesto, e eu fiz também, em meio a chuva e o reflexo. Você riu, eu ri, e eu tive que virar a minha cabeça e olhar de verdade, invés de apenas assistir seu reflexo fazendo isso. Você fingiu que não me viu, mas continuou rindo como se só você soubesse rir, rir de verdade e olhar para os meus olhos. Mas não nos olhamos, embora saibamos que essa não é a verdade. Eu te olhei, você me olhou, não com os olhos,mas deixem que pensem assim, que não nos olhamos, que rimos de motivos distintos.

Por favor, vem cá, largue essa coisa torta e sente ao meu lado. Você sente isso? Essa conexão, essa quase linha imaginária que liga nós dois e a sonoridade de nossos nomes pulsando nesses centímetros entre nós? Eu sei que sim, não tem como mentir, ou fingir que não sente. Vem. Feche os meus olhos. Faça-me ouvir a chuva e os sussurros que ela libera. Faça-me sentir aquela caricia da chuva deslizando por meu cabelo e molhando o meu pescoço. Aquela coisa gelada, que deveria gelar, e não queimar.

Agora vem, me ouça reclamar do tempo, da foma, da greve e dor, e da minha insistência em fugir de casa. E depois de ouvir, roube algum sorriso meu que você sabe facilmente como fazer. Me faça sentir aquele mede, aquela perca de controle e consciência. Sobretudo, segure a minha mão, você sabe o que falar. A. Du. Trua.


                                                            
                                                      Confira os meus outros textos,
                                            que compõe o Entre verbosclicando aqui. 


Você também vai amar:

1 comentários

  1. Você deve passa minutos ou até mesmo hora, eu acho! mas fica tudo lindo, tudo perfeito... amo esses textos que você faz!

    www.karlagisella.com.br

    ResponderExcluir



Subscribe