#Desabafo: "Eu não sei pedir ajuda."

quarta-feira, outubro 23, 2013

your life, it seems extravagent

Cara, quando eu vi que tinha mais um e-mail com o tema "desabafo" depois que eu publiquei a postagem anterior sobre o mesma tema, aqui ó, eu fiquei muito feliz e li rapidinho o e-mail. O desabafo parece um pouco com o anterior, mas se foca mais em um problema que aflige muitos: Pedir ajuda para alguém. A M. Oliveira desabafou comigo, e eu tentei ajuda ela da melhor maneira possível, e espero que tenha ajudado mais alguém por aí. 

   M. Oliveira, 19 anos, Brasília
        Eu sempre estou lá quando alguém precisa, sou sempre eu quem eles procuram quando tudo vai mal e querem se sentir melhor, é para mim que eles ligam quando se metem em encrenca, ou quando precisam de um ombro, não que eu me sinta mal por isso, mas o fato é, CARAMBA! Será que ninguém vê que estou de pé só por Deus? Não sei pedir ajuda, é besteira EU SEI, mas não sei dizer, ei me ajude, não estou bem, talvez seja esse meu orgulho absoluto, ou essa vergonha de estar decadente, ah, quem diga que eu sou muito fria, mas francamente quem é muito magoado se torna muito frio, e pegaram o que restou do amor em mim quebraram queimaram e colocaram no porão, do titanic, lá no fundo do mar, acontece que eu sofro igual a todo mundo e ninguém percebe, mas quando estão mal vem na amiga aqui para se sentirem melhor, isso já me cansou faz tempo.

 Resposta do desabafo
      Esse é justamente o fato que você precisa melhorar: Aprender a demonstrar que você precisa de ajuda e começar a pedir por ela. Eu já cansei de esperar, muitas vezes, alguém perceber o que estava acontecendo comigo. Eu mostrava que eu estava mal, escrevia uma placa, na minha testa, e  dançava na frente da pessoa e ela não percebia. Mas, é assim mesmo; As pessoas ás vezes são lerdinhas da cabeça, e não percebem mesmo, mas isso não quer dizer que elas não se importam.

       Agora, vamos ver para o outro lado. Os seus amigos de pedem ajuda, certo? Mas, sabe-se lá desde quando eles estão sofrendo e você também não percebeu. Aí entra a diferença: Eles te procuraram e contaram o que acontecia. Ás vezes, tentando fingir de forte, a gente esconde realmente nossa fraqueza e dor, e nós nem percebemos que a escondemos. Mas ela continua ali, doendo, escondida, mas ninguém além de nós mesmos vemos ou sentimos.

       O único conselho que te dou é você tentar conversar com alguém e mostrar aquilo que sente; Escolha aquela pessoa que você mais ajudou. Eu sei que ela se lembrará desses momentos e tentará te ajudar da melhor maneira possível. E você vai ver que no fundo, ela nunca percebeu que você estava mal, porque sempre pareceu forte aos olhos dela.

 Se você sofre o mesmo problema, você deveria tentar:

  1.  Tente prestar mais atenção nas pessoas. Muitas vezes elas não fazem por mal aquilo que fazem, e realmente não percebem aquilo que você sente. Nem todo mundo consegue sentir o que o outro sente.
  2. Não se esconda muito na frente daqueles que você gosta e considera. Se te perguntarem "tudo bem?", diga o que você realmente sente, e não se preocupe. 
  3. Procure aquelas pessoas que você já ajudou algum dia, elas, com certeza, retribuirão. 



Você também vai amar:

0 comentários



Subscribe