20# Entre verbos - Só para dizer o que eu deveria ter dito

sexta-feira, novembro 01, 2013


A glimpse of Heaven | via Tumblr

Eu peguei o telefone, digitei rígida e tremula aqueles números que eu acabei por decorar depois de tanto disca-los; Com o aparelho apoiado em minha orelha, em bate o indicador contra o plástico. Nada, nenhuma resposta do outro lado. Eu não tive coragem de lugar. Não tive coragem de apertar o botão de discar, e tudo mais. Mas a conversa,digo, monologo se passou em minha cabeça naquele curto período, entre ligar e não me importar, e de apenas me sentar e tamborilar em meu piano.

Oi, sou eu de novo - Eu diria. Bom, eu sei, você está bem, normal, como sempre, interessante, ah estou bem - mentira - também. Eu não vou enrolar mais - embora não tenha enrolado - e sem metáforas dessa vez; Sem chuva, pseudônimos estranhos, vento e qualquer a, du, trua. Que eu adoro, mas sem mais, não agora. Eu te amei, e e provavelmente sempre vou amar. Sabe, essa coisa que a gente sentiu nem toda pessoa do mundo sente. Nem toda pessoa do mundo com qualquer outra pessoa do sexo oposto, ou do mesmo. E nós sabemos disso, que não se sente com qualquer um aquela vontade, ardor e sentir o corpo todo queimar. Nós sabemos mais do que qualquer outra pessoa. E é simples. Eu entendo o que aconteceu, e respeito qualquer escolha que você tenha feito e que faça daqui para frente. Mas não dá para conter. Eu tenho que escrever, e escrever, eu já te disse uma vez que assim é a única forma de eu me sentir melhor. E, bom, minha amiga imaginária já não está mais dando conta disso, então escrevo para você.

Espera, não desliga o telefone. - é o que eu diria quando você se cansasse de me ouvir sem parar sobre esse mesmo assunto que cansa nos dois. Eu sei que eu estou falando sempre das mesmas coisas, o tempo todo, e indo entre, escrever uma música e um texto, e ganhar um desenho - que eu sinto falta de ganhar. Talvez eu não ganhe mais, não é mesmo? Não importa muito. Talvez, eu devesse escrever uma música sobre isso. Vou chamar os desenhos, bom, metaforicamente - céus, eu disse que não ia colocar metáforas nisso, mas vou. - eu vou chamar de "pássaros". Sabe, para ninguém perceber.

E nós combinamos. Chuva ser apenas uma situação metrológica, e a frase "É, hoje não vai chover" ser apenas um aviso de que eu não preciso pegar um guarda-chuva. E que contar até três, seria apenas contar. Assim, despreocupadamente. Sem intenções. Coçar o nariz - revirando os olhos - apenas um gesto. Sempre foi só um gesto, não - piscando - é? E enfim, os textos seriam apenas textos e desenhos apenas desenhos e nada mais.

Você também vai amar:

2 comentários

  1. Lindo e Inspirador! Ninguém escreve textos como os seus!
    Sou uma fã do seu blog! Amei extremamente esse #EntreVerbos!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. awn awn =3 fico tão feliz quando gostam dos meus textos hihi e muito obrigada por ser fã =3

      Excluir



Subscribe