Em chamas: Livros versus Filme

sábado, novembro 16, 2013


* Atenção, esse post pode ter alguns spoilers. Mas se você leu o livro, não vai ter nada que você não saiba.
       Hoje eu fui ver Em chamas como qualquer fã ansiosa que perdeu os ingressos da estréia. Bom, eu fui e não pude esperar para compartilhar com vocês, antes que eu esqueça vários pontos do filme que me encantaram - e não foram poucos. Nessa postagem eu vou fazer uma comparação entre as duas obras, e tentar sintetizar um pouco as duas.

       Primeiramente, uma das minhas grandes curiosidades foi "porque no Brasil a estréia foi antes do mundo todo?", eu não entendi isso muito bem. Na abertura do filme, a vinheta da Paris Filmes começava com um vídeo de cima do cristo redentor, então eu fiquei "bom, que merda é essa?" E eu encontrei uma resposta muito sensata. Seria simplesmente porque a Paris filme pensou que seria melhor a estréia do filme ser antecipada devido ao nosso feriado da República, para aumentar a bilheteria. - Bom, como se precisasse.

      O filme começou da mesma maneira que o livro; Catnip na floresta, sem precisar caçar, apenas ali, esperando o Gale. Eles conversam, basicamente as mesmas falas do livro - Fato que foi presente no filme todo, as falas não foram mudadas, e no máximo era acrescentado alguma coisa. A mesma coisa que reclamaram do primeiro filme foi essa falta que fez os pensamentos da Katniss. Nesse segundo filme, isso fez tanta falta quanto, e eu vi muita gente no cinema sem entender nada - o que eu adorei - e eu tive que explicar muita coisa para a minha mãe. Como nós sabemos, a maior parte do livro é narrada da cabeça da Katniss e ela não é muito de conversar, então colocar isso em um filme é realmente complicado - várias cenas em que a Catnip sacava alguma coisa em seus pensamentos no livro, no filme ela os pronunciava, ou alguém fazia perto dela. 

     Voltando para as cenas, uma das primeiras diferenças veio, no filme, quando a Katniss foi caçar perus e teve uma alucinação. Outra cena divergente, foi o beijo que o Gale deu na Katniss. O beijo é no meio da floresta, onde ela tem certeza que ninguém viu, e no filme foi de frente á casa do Gale; O que foi meio estranho e repentino, porque eu não esperava aquilo bem ali, naquela cena. Em seguida, o motivo do Gale ter sido chicoteado foi tão diferente quanto; Nada de caça ilegal, nem chicoteada na cara da Katniss, e nada do ferimento que a deixou feia. 

     Em seguida, as cenas foram seguindo um padrão com o livro, desviando algumas coisas necessárias. A Madge não apareceu de novo - e eu gostaria que ela aparecesse, porque não sei como eles vão explicar algumas coisas no terceiro livro - quarto filme. A festa na casa do Snow foi surpreendente, com direito a Octavia servindo chá-para-vomitar e uma dança com o Plutarch. Mas, aí, entra outra parte que me decepcionou muito: Não apareceu o relógio com o tordo do Plutarch. Eu fiquei esperando ele dar a dica, e simplesmente nada. Uma parte que me fez rir muito foi a Johanna tirando a roupa, quando eles brincam com a Katniss por ela ser inocente demais - mas no filme eles não falam que é por isso. Enquanto ela tira a roupa e pede a ajuda de Peeta, a Katniss faz as caras típicas que apenas Jennifer poderia fazer. Simplesmente Jennifer sendo ela mesma. (Ah, e sem palavras para descrever o vestido de casamento e o vestido de mockingjay)

    As partes que mais foram parecidas foram as da arena. Cara, a arena é simplesmente perfeita, exatamente como eu imaginei ao ler o livro, e foi tudo muito bem ambientado e pensado. O lance do relâmpago na árvore, as badaladas, e as aberrações. A parte dos jabborjays com a Katniss e o Finick foi muito boa. Não pode faltar também as declarações do Peeta, ele dando o medalhão para a Katniss, a pérola e o primeiro beijo verdadeiro deles. E enfim, o final. A arena simplesmente explodindo e a Katniss se lembrando do verdadeiro inimigo. A arena explodiu de uma maneira que eu não esperei. Tudo pegou fogo, a Katniss vou lançada pela explosão e ficou deitada olhando para o céu. Mas o céu - e toda a arena - foram se destruindo como se fizessem parte de um palco, o metal do teto caindo, as telas que mandavam imagens de um céu de mentira, simplesmente tudo se destruindo como se aquilo tudo fosse apenas um show com um cenário. Simplesmente perfeito.

       Bom, não me faltam elogios para esse filme. Foi tão perfeito quanto o primeiro foi, e eu sai do filme animada para assistir os dois últimos. Foi o tipo de filme que apenas fãs entenderiam por completo, e se você é daqueles fãs que são contra os filmes feitos você deveria assistir, porque não vai perder nada, apenas vai se apaixonar ainda mais pela obra. 

(Fotos do mural de divulgação - que eu me segurei para não roubar, e o copo que eu ganhei *w* )

       Eu vou disponibilizar essa postagem em inglês, porque umas meninas de um instagram em homenagem ao Peeta que eu conheci vão querer ler, provavelmente. So girl from the @peetasflower, the version in english is here - click here, please. 

Você também vai amar:

6 comentários

  1. Achei ele beeeeeem superior ao primeiro, e não foi só por culpa do orçamento ter triplicado. Tudo bem que qualquer meio fã sabe que o primeiro é só uma base para a história de verdade, mas para mim o Em Chamas tornou o Jogos Vorazes quase descartável.

    Contando os dias para esperança!
    http://josyarr.blogspot.com.br/2013/11/filme-em-chamas-sem-spoiler.html

    ResponderExcluir
  2. Uauuuu Yara, adorei sua postagem ! Só Encontrei seu blog hoje ! Olha depois que vi Em Chamas, não consegui mais parar de pensar em THG. Fiz várias resenhas sobre o assunto para expor minhas emoções. Vamos conversar sobre ? Dá uma olhada nas minhas postagens de novembro e dezembro (várias) e se quiser manteremos contato. >

    http://detudoaospoucos.blogspot.com.br/2013/11/resenha-trilogia-jogos-vorazes-hunger.html

    http://detudoaospoucos.blogspot.com.br/2013/12/cinema-e-uma-arte-os-filmes-hunger.html

    ResponderExcluir
  3. Eu ia comentar sobre a resenha, mas só consigo pensar em uma coisa: DE ONDE É O COPO PQ EU PRECISO PFVR?!

    ResponderExcluir
  4. Eu ia comentar sobre a resenha, mas só consigo pensar em uma coisa: DE ONDE É O COPO PQ EU PRECISO PFVR?!

    ResponderExcluir
  5. Uma parte que eu achei legal e no livro nāo teve, foi a entrevista da Johanna, e o "foda-se" kkkkk

    ResponderExcluir
  6. cara, você disse tudo, tô arrepiada até agora, senti muita falta de vários trechos que no livro era importante e no filme não apareceu, mas mesmo assim foi perfeito e estou ansiosa para o terceiro e quarto filme u.u já que o terceiro livro eu já li rsrs

    ResponderExcluir



Subscribe