Resenha de Cinderela Pop de Paula Pimenta

terça-feira, maio 12, 2015



oooi pessoas e folhinhas do outono ♥ Hoje eu trouxe para vocês uma resenha de um livro que eu sei que vocês estão sonhando com ele, e que os fãs da Paula Pimenta estão se contorcendo para ter ahushaus' Ele foi lançamento de Abril da Galera Record, mas acabei recebendo ele só esse mês (esses correios estão uma benção :C)

Mas, enfim, sei que a maioria das pessoas já vão pular direto para a resenha, então vou fazer isso para vocês para economizar os olhinhos huahsua

Cinderela Pop - Paula Pimenta



Cinderela Pop é um livro escrito pela fofa da Paula Pimenta, conhecida pela série Fazendo meu Filme ♥ Para quem não sabe, a Paula Pimenta era da editora Gutemberg (todo Fazendo meu Filme foi publicado lá e Minha vida fora de série também); Porém, os livros mais recentes dela estão sendo publicado pela Galera Record, YAY!  


Cinderela Pop é o segundo livro com essa ideia de recontar os contos de fadas trazendo para os dias atuais, e o primeiro deles foi Príncesa Adormecida - recontando a história da Bela Adormecida (não me diga, Ya hausahs') Tomara que Paula Pimenta continue com isso e reconte logo as histórias da Branca de Neve, Ariel e Mulan - Minhas favoritas da Disney ♥ ♥

O livro conta a história de Cintia Dorella (que lendo rápido fica com som de Cinderela :3) que vive com a tia depois que pegou o pai traindo a mãe, e sua mãe começou a viajar mais do que nunca a serviço para esquecer o divorcio. Cintia não conversa de forma alguma com o pai e depois de toda sua vida ter desmoronado, ela começa a ficar fria, descrente em relação ao amor e usa apenas preto.

Porém, sua vida tem uma reviravolta quando no colégio os alunos recebem um bilhete falando que é proibido usar o celular dentro do colégio - nem no intervalo seria permitido - e Cintia fica desesperada, porque seu intervalo era o único momento do dia que ela poderia conversar com sua melhor amiga: A mãe que está morando no Japão.



Diante desse problema, Cintia tem uma ideia: Ela vai ligar para o pai, que é influente no colégio por ter ajudado em algumas obras, e pedir para que ele conversasse com a diretora. Ao ligar pro pai, ela recebe a proposta: Ele ligaria para a diretora, mas em troca ela teria que ir na festa de 15 anos das suas meias-irmãs. Só que tem um problema, Cintia iria trabalhar como DJ naquela mesma festa e não tem ninguém para substitui-la na empresa. E se o pai dela soubesse que ela está trabalhando como DJ a levaria para morar com ele, a madrasta e com as meias-irmãs.

A tia de Cintia, então, monta para ela uma fantasia, para ela trabalhar como DJ sem ser reconhecida e ela aparecerá como princesa (e mostrar para o pai que foi para a festa) a meia-noite - momento em que uma banda de um garoto famoso se apresentaria.

Enquanto Cintia está trabalhando como DJ em seu disfarce, um menino se aproxima com um disfarce exatamente igual, e os dois começam a conversar e se apaixonar. Mas ninguém sabe, que o outro é de verdade. E Cintia, ou nossa Cinderela, desaparece das vistas do garoto exatamente a meia noite.



Uma palavra que sem dúvidas define esse livro é: Romântico. Esse livro é digno de um filme, e te faz imaginar perfeitamente as cenas; Não se trata de um livro que fica enrolando muito, descrevendo muito as coisas de um modo sem sentido. A Paula Pimenta em sua escrita é direta e vai direto ao ponto da história, sem enrolações e isso foi algo que eu adorei.

A história de Cintia foi encantadora, e como eu já sabia que seria parecido com o conto de Cinderela, era muito bom saber o que aconteceria e comparar a história real com o reconto da Paula ♥ Essa foi a parte mais engraçada; O sapatinho de cristal trocado por uma All Star, o rei trocado por um empresário conhecido, cada detalhe substituído por algo presente em nosso dia a dia.

O livro, porém, é bem pequeno, e eu li ele em um dia só (e olha que não tenho muito tempo para ler hausahs) Resumindo tudo, eu li ele em umas 5 horas. Ele é mais parecido com um conto em si, do que com o livro; Porém mesmo sendo pequeno, ele é extremamente emocionante e vou admitir, não riam: Eu chorei no final hsahsuahsua' Eu sei, eu sei, não sou do tipo emotiva, mas esse livro teve o final mais fofo do mundo e é um livro muito divertido.

Paula Pimenta sabe muito bem brincar com as redes sociais dentro de seus livros, colocando twitter nos personagens, as coisas que eles dizem nas redes sociais e isso é algo que eu achei incrível na linguagem dela, essa jovialidade e esse desejo de estar mais presente de nós.



Em geral, é um livro bem pré-adolescente, rápido, e emocionante e se você ama a Paula Pimenta, com  toda certeza do mundo, você vai amar esse livro. Recomendo para vocês ♥ E agora eu quero ler Príncesa adormecida :'c



 Se inscrevam




Você também vai amar:

1 comentários

  1. Preciso ler mais livros da Paula Pimenta, só li Fazendo Meu Filme e nem continuei a série :/ Vejo todo mundo falando que ela é uma ótima autora e quero muito ler, pra começar a ler mais nacionais ^^

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir



Subscribe