Resenha de A Herdeira de Kiera Cass

sexta-feira, maio 22, 2015



Oiie galera! Estou tão animada em fazer essa resenha, tanto por amar A Seleção quanto por ter amado A Herdeira. Foi uma leitura muito boa e bem rápida  (li em um dia!). Então vamos logo para a resenha!

 SPOILER ALERT: Esta resenha contém spoiler dos livros anteriores, então se ainda não leu a série, não recomendo a resenha ;) 


A Herdeira - Kiera Cass
A Herdeira, de Kiera Cass, é o quarto livro da série A Seleção. Foi publicado dia 5 de maio de 2015 no Brasil, pela editora Seguinte.

"Palavras são armas. São tudo que precisa."

O livro se passa muitos anos após o final feliz de América e Maxon e chega a hora de Eadlyn - uma das filhas de Meri e Maxon - viver sua Seleção. Eadlyn se tornou herdeira por nascer sete minutos antes de seu irmão gêmeo Ahren. Depois vieram Kaden e Osten. Ela cresceu sendo treinada para governar o país e continuar o legado de seu pai. Mas quando Illéa volta a viver revoltas, desta vez voltada contra a monarquia, há apenas uma coisa que a família real pode fazer para acalmar a população: uma Seleção.

"Não consigo parar de pensar que a seleção de papai não foi tão difícil assim."

Criada para ser forte e independente, a idéia é prontamente rejeitada por Eadlyn.
Mas entre perder sua independência e decepcionar seus pais, ela aceita a Seleção. Apesar de ter concordado com a competição, ela não nutre esperanças de realmente encontrar um amor ou um marido. A idéia de se tornar vulnerável para um garoto a aterrorizava, então quanto menos criasse laços com os selecionados melhor.

"Por isso o amor era uma idéia tão terrível: ele enfraquecia as pessoas."

Porém, o que Eadlyn mais temia acontece, e alguns selecionados acabam mexendo com seu coração, incluindo Kile, filho de Marlee. Eles cresceram juntos no palácio, mas nunca foram com a cara um do outro. A Seleção abala com as certezas que Eadlyn tem sobre amor e sobre independência. Além disso, as revoltas são mais uma preocupação para a futura rainha.

A nova Seleção está apenas no começo.

"Não sei se alguém sabe o que procura até encontrar."



A Herdeira era um livro que eu realmente queria ler, afinal, A Seleção é uma das minhas séries favoritas. Este livro foi muito bom, mas não se tornou o meu favorito da série, por isso dou quatro estrelas. Eadlyn tem uma personalidade forte que foi muito bem percebida na história. E quando eu digo personalidade forte quero dizer: mimada e narcisista. Mas é claro que dá para justificar estas atitudes, já que ela foi criada para ser uma rainha! No decorrer da história sentimos uma leve mudança nos conceitos da personagem e consequentemente começamos a gostar mais dela Haha 

"- Eu sou feliz, Ahren. Sou a princesa. Tenho tudo.
 - Acho que você confunde conforto com felicidade."

Outra coisa que me chamou atenção foi a capa. Além de ser linda, tem tudo a ver com a história. Desde a expressão da garota quanto ao fato de ela estar segurando uma coroa. E eu acho que a Eadlyn tem muito disso, de se agarrar na coroa para demonstrar seu poder, de afirmar sua força.  E, o melhor: Ele vem com um marcador do livro embutido na capa  Como não amar isso?

Portanto, recomendo super esse livro, ele é incrível, os garotos são encantadores (e já tenho meus preferidos <3). Agora o mais difícil será aguardar o próximo da série.

Beijo grande galera! Até a próxima!


Você também vai amar:

0 comentários



Subscribe