Resenha de Vango - Entre o céu e a terra de Timothée de Fombelle

segunda-feira, junho 29, 2015


ooi pessoas e oreo's haushaus   (que saudade de comer esse biscoitinho :c) como vocês estão meus tchucos e tchucas? Hoje eu tô bem animada, mas morrendo de sono, quase batendo a cara no teclado, mas tô ótima - é meio contraditório estar animada e com sono, mas ok! #maidygonnamaidiar hausahsu' Hoje, temos uma resenha de um livro que me encantou muuito e espero que vocês se encantem por ela e por essa resenha também. Então, sem mais enrolações, vem comigo!


Vango de Thimothée de Fombelle


Vango - Entre o céu e a terra é um livro francês, escrito por Thimothée de Fombelle; Embora não seja o primeiro livro publicado pelo autor, esse foi o primeiro a sair da França e ser conhecido internacionalmente. O livro, no Brasil, foi publicado pela editora Melhoramentos e é um livro que estreiou em 2015. 

O livro conta a história do misterioso garoto chamado Vango, que junto com a sua babá, aparecem misteriosamente, um dia, na praia e quase mortos. O povo local salva os dois e cuida deles até que eles recobrem a consciência. Vango era muito pequeno quando tudo isso aconteceu e não lembra de nada da sua vida antes daquele acidente; Vango já começa com seus mistérios: Ninguém sabe de onde ele e a babá vieram e porque a babá - Mademoseile - sabe simplesmente falar todas as línguas do mundo. 

Vango vive uma vida tranquila na ilha em que ele e a babá caíram, e são adorados por todos moradores. Inúmeras aventuras giram em torno de Vango, que possui um grande amor por escalar e é amigo dos passáros, por sempre viver nas alturas. Uma das aventuras faz Vango parar em um convento e nascer dentro dele o desejo de virar padre. Porém, no dia da sua iniciação, ocorre um tiroteio e um grupo de homens querem pegar Vango. 

E é aí, que toda a história começa realmente. 

Sinopse:

A narrativa começa na solenidade em que Vango e outros seminaristas seriam ordenados padres na Catedral de Notre-Dame, em Paris. O assassinato do padre Jean, seu protetor, desencadeia a perseguição ao rapaz, suspeito do crime, que empreende uma fuga espetacular ao escalar nada menos do que os famosos vitrais da catedral. Essa cena é apenas um exemplo da aventura de que é feita toda a saga, em que acompanharemos nosso protagonista em situações e lugares improváveis – pulando de um trem em movimento, escondido na copa das árvores num bosque da Escócia ou dependurado num zepelim sobre um vulcão.O fracasso em não ter sido ordenado padre deixa nosso herói arrasado, mas a jovem Ethel, porém, fica bem feliz. É ela quem vai ajudar Vango a provar sua inocência. A saga traz outros personagens marcados por segredos, como Mademoiselle, a senhora poliglota e sem memória com quem Vango é salvo do naufrágio na costa da Sicília aos 3 anos, e Hugo Eckener, personagem verídico, comandante do Graf Zeppelin, o grande dirigível que fascinou o mundo nas primeiras décadas do século XX. Algumas personalidades incorporadas à história são Joseph Stalin, sua filha Svetlana e Adolf Hitler.


Bom, Vango é um livro que faz um nó em sua cabeça. O primeiro capítulo do livro - quando Vango vai virar padre - é cronologicamente o meio do livro; Depois que o tiroteio acontece e Vango foge, os próximos capítulos voltam para o passado para explicar porque Vango ia virar padre, porque ele escalou tão alto para fugir e porque estão caçando ele. 

Vango tem uma personalidade incrível, apesar de falar bem pouco. A presença de Vango é marcada mais com gestos e ele me encantou de todas formas possíveis. Uma coisa que senti falta nesse livro foi que ele não narra uma a aparência dos personagens e eu fiquei com uma imagem indefinidade do Vango na cabeça :C

Uma coisa incrível nesse livro é isso dele voltar no tempo, ir para o futuro de novo, porque assim vemos várias versões do Vango e praticamente vemos ele crescer. Além disso, os mistérios do livro me deixaram super curiosa para saber porque Vango e a babá simplesmente aparecerem na ilha e porque Vango é caçado por praticamente todos! 


Agora, o fato mais incrível desse livro: Ele trabalha como se a história fosse realmente real e dentro dele tem vários marcos históricos e figuras marcantes da história, como Stalin, Hitler e um dirigível famoso da época. Temos vários capítulos que contam sobre a perspectiva da filha de Stalin, que na obra, é apaixonada por Vango (ela é tãão fofa) ♥.♥

Esse livro me lembrou muito Assassins Creed, e faço essa comparação sem medo nenhum. Isso do Vango amar escalar as coisas, além da história acontecer grande parte na França (acreditam que até o Brasil aparece? *0*) e ter marcos históricos faz a história ter um grande paralelo com Assassins Creed Brotherhood e isso me fez amar ainda mais esse livro.

Indico demais o livro para os amantes de aventura, que adoram mistérios e surpresas na hora da leitura; Vocês vão amar Vango e a história dele, com toda certeza!


Então é isso pessoal ♥ Vocês podem comprar o livro clicando aqui > Vango De Thimothée de Fombelle 

Ele é incrível e vai valer a leitura!



Se inscrevam

Você também vai amar:

1 comentários

  1. Suas resenhas não tem preço Ya! 😍
    Adorei a resenha! Quando vi o nome do livro achei que era mais um desses romances açucarados mas é aventura! Vango -Entre o céu e a terra vai entrar pra minha lista de livros para comprar ❤
    Beijos cintilantes de glitter comestível 😘

    ResponderExcluir



Subscribe