Resenha de Eu estive aqui de Gayle Forman

quarta-feira, julho 22, 2015



oooi pessoas e marcadores de livros   Eu estou tentando manter minha meta de um livro e uma resenha por dia, e parece que eu estou conseguindo haha' Hoje a resenha é de um super lançamento da editora Arqueiro e que fez muuitos de vocês desejar muito, estou certa? Depois de Gayle Forman virar um sucesso com o livro e filme de Se eu Ficar, agora todo livro que ela lança é objeto de desejo de nós leitores. Então, vamos para a nossa resenha 


Eu estive aqui de Gayle Forman



Eu estive aqui é uma obra escrita pela romantista e escritora Gayle Forman, conhecida por Se eu ficar e sua continuação: Para onde ela foi. Gayle Forman é conhecida por tratar de assuntos como mortes, contando sobre a perspectiva de um adolescente e criando uma lição sobre isso, fazendo-nos refletir e muitas vezes (sempre, sem exceção) nos fazendo chorar. Eu estive aqui é uma obra independente, não se trata de uma continuação de Se eu Ficar, e é um volume único: Não terá continuação.

Em Eu estive aqui, Meg e Cody são melhores amigas desde a infância, quando Meg desenhou a protagonista e narradora, Cody, e escreveu "BFF" na cartinha. Só que agora, anos depois, Meg não existe mais. Ela se suicidou e deixou um e-mail programado para Cody e os pais dizendo que havia se suicidado , e que aquilo era a escolha dela. Não preciso dizer que Cody se sentiu completamente abandonada e sem rumo, além de se sentir traída pela melhor amiga, que nunca mencionou nada de suicidio nem essa vontade para ela. 

Quando Cody vai até a Universidade em que Meg estudava para pegar as coisas da amiga e levá-las para a casa, ela conhece os amigos de república de Meg e um lado que ela não conhecia da melhor amiga. É a gota d'água quando Cody descobre que Meg dormiu com um bad-boy e vocalista de uma banda da cidade, Ben, e ela supõe que o fato de Ben ter apenas "usado" a melhor amiga tenha sido o motivo dela ter tirado a própria vida. Cody desde o primeiro momento odeia Ben, apesar de admitir que existe uma certa fagulha entre os dois - mas afinal, ele é um bad-boy, é assim que eles agem, não?. Ela para de odiá-lo quando ela descobre uma pasta protegida no Notebook de Meg, além de pistas de que ela já programava a muito tempo a se matar. E não foi Ben o motivo. E Cody descobre que não sabia nada da melhor amiga. 


Meu Deus, esse livro é muito emocionante. Vou admitir que eu não gostei nem um pouco da escrita de Gayle quando eu li Se Eu Ficar, mas quando a Arqueiro falou que eu podia solicitar esse livro, eu resolvi dar mais uma chance de Gayle conquistar meu coração: E ela conseguiu (!) Eu sinceramente não esperava por isso, e antes de ler o livro, eu já estava projetando o quanto seria chato e meloso, e um tédio haha Mas a leitura não foi nem um pouco assim. Pra você ter ideia eu li esse livro em 5 Horas e ela não é pequeno. Eu simplesmente não conseguia parar de ler. Era como se a curiosidade de Cody em relação a melhor amiga fosse a minha própria curiosidade em descobrir o que aconteceu, além de eu ter me apaixonado por Ben. Sim sim, ele é um bad-boy e você vai ficar umas boas páginas achando ele um completo idiota, mas depois que você conhece o interior dele, você percebe o quanto ele é um amor. 

A escrita desse livro é bem profunda e é em primeira pessoa, tendo a Cody com toda a sua angústia como nossa narradora. Os fatos são muito bem narrados no livro, e por tratar de um tema delicado, como o suicidio, ele mostra a perspectiva daqueles que pensam em se matar e mostram um lado de força que todos nós podemos ter dentro de nós (É como se Meg fosse nosso lado fraco e Cody nosso lado mais forte);


Mas a escrita nem a capa (que por sinal é maravilhosa, amo esse estilo das capas em meio que mosaico da Gayle) foi o que me surpreendeu. O que mais mexeu comigo foi que o livro é baseado em uma história real. Realmente existiu uma menina com um grande potencial, que tinha tudo na vida, desde pais amorosos até uma bolsa em uma faculdade perfeita, mas que acabou tirando a própria vida e deixando uma melhor amiga arrasada, que quis descobrir porque ela fez isso. No final do livro, Gayle escreve em duas páginas, contando como conheceu a história dessa garota que a motivou escrever esse livro e como aquela história poderia ajudar garotas que pensam em tirar a própria vida. 

O livro te aconselha o que fazer se você pensa em suícidio, com quem falar e grupos de apoio (No Brasil!) que você pode entrar em contato. Isso é uma coisa muito séria e que enquanto eu lia o livro, eu ficava pensando se a autora daria algum toque a respeito disso para suas leitoras. Ela me ganhou 100% com esse parágrafo dedicado especialmente para pessoas que tem o mesmo pensamento que Meg. Se você pensa realmente em fazer isso: Conte para os seus pais, conte a um melhor amigo ou em pessoas que você confia. Você pode até criar um perfil anônimo no instagram e pedir ajuda para mim, que eu vou te ajudar com todo prazer (@DearMaidy no instagram) ♥ Com Meg eu percebi que tudo que as pessoas que pensam em tirar suas vidas é que se tivesse alguém ali pra fazer elas mudarem de ideia, elas mudariam. 

Como eu disse, Eu estive aqui é um livro bem forte e emocionante, tratando de uma amizade verdadeiro e o quanto a vida das pessoas mudam quando elas perdem alguém especial. É um livro que vale a pena ser lido, e digo: Se não gostou da escrita da Gayle em livros anterior, te certifico que com esse será diferente. ♥


O editora, além disso, me mandou esse kit com uma caixinha cheia de coisas do livro, e o livro dentro que eu vou sortear lá no instagram ♥ Então acompanhem lá que jájá sai sorteio desse kit!

Então é isso pessoal, beijos e até o próximo post!


Se inscrevam



Você também vai amar:

2 comentários

  1. Eu estou muito curiosa sobre esta autora e seus livros! Ainda não li nenhum e nem vi o filme, mas as histórias me chamaram a atenção depois que li algumas resenhas a respeito <3 Ha, gostei muito das suas opiniões sobre o livro! Um beijo : *

    www.fleurdelune.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estou louca pra ler esse livro
    Amei a resenha

    ResponderExcluir



Subscribe