RESENHA: Rainha de Copas de Colleen Oakes

domingo, abril 24, 2016






 Título: Rainha de Copas
 Autor(a): Colleen Oakes
 Gênero(s): Drama, fantasia
 Editora: Universo dos livros
 Lançamento: 2016
 Páginas: 216 páginas
 Nota:      
Nem todo conto de fadas tem um final feliz. Esta é a história de uma princesa que se tornou vilã... Como princesa de um palácio no País das Maravilhas e futura Rainha de Copas, os dias de Dinah são uma monotonia sem fim. São muitos chás, tortas e uma série de humilhações causadas pelo Rei de Copas, seu pai. O momento mais esperado de seus dias é quando é visitada por Wardley, seu melhor amigo de infância, o futuro Cavaleiro de Copas - e o amor de sua vida. Quando a coroação de Dinah se aproxima, uma sequência de eventos sangrentos sugere que algo errado está acontecendo nos extravagantes salões do palácio. A princesa terá de desvendar esses mistérios antes que ela perca a cabeça para um inimigo sagaz e sem rosto. Personagens conhecidos como o Gato de Cheshire, o Coelho Branco e o Chapeleiro Maluco fazem parte da narrativa que encantará os leitores com uma nova perspectiva do País das Maravilhas, criado por Lewis Carroll.


TAGS LITERÁRIAS: 
  

A Rainha de Copas é um reconto maravilhoso de Colleen Oakes; No livro, revemos a história da jovem princesa de Copas que deve aprender como ser uma boa governante de sua nação e uma boa rainha, mas tudo que a jovem mais queria era ser livre, poder casar com quem ela quiser e ter o respeito do seu pai. Órfã de mãe, a princesa (Dinah) tem um pai que não a ouve e um irmão louco - Siiim, o chapeleiro maluco *0* - que foi trancafiado em uma torre do castelo por sua loucura e é fissurado em fazer chapéus. 

Um belo dia, o pai da Princesa - ainda não Rainha - de copas, aparece com uma notícia [lacradora]. Ele assume que em uma das batalhas ele traiu a rainha já falecida e acabou engravidando a mulher, tendo uma filha bastarda - e a partir de então, aquela filha iria morar no castelo também. A Princesa fica indignada ao ver que sua meia-irmã é mais linda e já é uma princesa perfeita, com uma delicadeza que Dinah jamais possuiu na vida. 

Dinah sabe que a partir daquele momento, ela nunca terá o amor do seu pai, além de o odiar por ter traído sua mãe. Então, Dinah recebe alguns sinais de uma "feiticeira" que está presa em uma torre onde vai os piores criminosos, e resolvi ir lá encontrar respostas sobre si mesmo e sobre o seu passado. E as respostas que ela encontra não são nada boas. 


Helena B. Carter como Rainha de Copas | adaptação de Tim Burton, de 2010

O livro foi simplesmente um tapa na cara pra mim! Eu desde criança odiava a Rainha de Copas e depois que eu conheci a história por trás de toda a sua maldade, não pude deixar de gostar dela. Sério, e ela é irmã do Chapeleiro Maluco! Como não curtir esse livro? Além disso, o livro tem várias outras referências do mundo de Alice que você vai percebendo discretamente enquanto lê. Você vê como o bolo de crescer da Alice nascer, vê o gato Cheshire e vê todo o País das maravilhas diante dos seus olhos. 

Claro que não é uma história oficial de Wonderland, até porque não foi o tio Lewis que escreveu, mas só de ser um reconto e de ter todos esses elementos já deixa a leitura bem interessante e quase impossível de largar o livro. 

Rainha de copas da adaptação da Disney de 1951

No geral, é um livro que entrou para minha lista de favoritos e se você ama Alice, com certeza vai entrar para sua lista também! ♥ Se curte recontos, nem preciso falar que esse livro é perfeito para você, né?

ONDE ENCONTRAR:
Rainha de Copas: Submarino | Rainha de Copas: Universo dos livros




Você também vai amar:

0 comentários

Subscribe